Sistema Capotto – ETICS

by

ETICS significa External Thermal Insulation Composite System – Sistema de Isolamento Térmico pelo exterior  

Para responder às crescentes exigências de conforto higrotérmico, que estão intimamente associadas às preocupações com o consumo de energia e protecção ambiental, é necessário isolar termicamente a envolvente dos edifícios, de modo a minimizar as trocas de calor com o exterior.


O sistema ETICS apresenta vantagens no caso de edifícios com isolamento térmico insuficiente, infiltrações ou aspecto degradado. Além disto, pode diminuir o risco de ocorrência de condensações, tratando de certo modo as pontes térmicas.
Têm sido desenvolvidos diversos sistemas de isolamento térmico de fachadas pelo exterior que são de utilização corrente em diversos países europeus, quer na reabilitação de edifícios cuja envolvente vertical apresente índices de isolamento térmico insatisfatórios, infiltrações ou aspecto degradado, quer em novas construções. Estes sistemas constituem uma óptima solução, tanto do ponto de vista energético como do ponto de vista construtivo.
De um modo geral, os sistemas de isolamento pelo exterior são constituídos por uma camada de isolamento térmico aplicada sobre o suporte e um paramento exterior para protecção, em particular, das solicitações climáticas e mecânicas.

Vantagens do Sistema ETICS

O isolamento térmico pelo exterior é hoje reconhecido, de forma incontestável, como uma solução técnica de alta qualidade, pois permite:

  • Redução das pontes térmicas, o que se traduz por uma espessura de isolamento térmico mais reduzido para a obtenção de um mesmo coeficiente de transmissão térmica global da envolvente;
  • Diminuição do risco de condensações;
  • Aumento da inércia térmica interior dos edifícios, dado que a maior parte da massa das paredes se encontra pelo interior do isolamento térmico. Este facto traduz-se na melhoria do conforto térmico de Inverno, por aumento dos ganhos solares úteis, e também de Verão devido à capacidade de regulação da temperatura interior;
  • Economia de energia devido à redução das necessidades de aquecimento e de arrefecimento do ambiente interior;
  • Diminuição da espessura das paredes exteriores, aumentando a área habitável;
  • Redução do peso das paredes e das cargas permanentes sobre a estrutura;
  • Aumento da protecção conferida ao tosco das paredes face às solicitações dos agentes atmosféricos (choque térmico, água líquida, radiação solar, etc.);
  • Diminuição do gradiente de temperaturas a que são sujeitas as camadas interiores das paredes;
  • Melhoria da impermeabilidade das paredes;
  • Possibilidade de mutação do aspecto das fachadas e colocação em obra sem perturbar os ocupantes dos edifícios, o que torna esta técnica de isolamento particularmente adequada na reabilitação de fachadas degradadas;
  • Grande variedade de soluções de acabamento;
  • Poupança energética e conforto interior.

  Aplicação do Sistema

A aplicação do sistema ETICS envolve várias fases, conforme indicadas em seguida:

1. Montagem dos perfis de arranque e laterais
2. Preparação da cola
3. Aplicação da cola
4. Colocação do isolamento
5. Reforço dos pontos singulares
6. Aplicação da camada de base armada
7. Aplicação da camada de primário
8. Aplicação do revestimento final

About these ads

159 Respostas to “Sistema Capotto – ETICS”

  1. Pedro Says:

    Para este sistema, é melhor usar Esferovite ou XPS?

  2. Jacinto Sepúlveda Says:

    Eu penso que tanto faz utilizar um ou outro. Já vi aplicarem os dois e não peno que haja problemas. Contudo é aconselhado pelos fornecedores do sistema que junto ao piso térreo seja colocado em vez do esferovite (EPS) uma camada de XPS por ser menos sensível à água.

    • fernando costa Says:

      um erro muito grande aplicar o xps, uma vez que é um produto muito instável na sua dimensão derivado ao processo de fabrico

  3. Suprapainel Says:

    Como fazer um correcto Isolamento nas juntas de dilatação e nas janelas?

  4. Filipa Pereira - Lena Argamassas Says:

    Tenho informação k diz k o EPS é mais eficiente do k o XPS com a vantagem de ser mais barato.
    O XPS tem um coeficiente de condutividade térmica superior (menos isolante); tem um módulo de elasticidade transversal mais elevado (provoca maior tensão nos revestimentos – fissuração).
    Apesar do XPS ter maior resistência mecãnica do k o EPS, não passa de uma segurança ilusória para um publico habituado a paredes solidas e pesadas, na realidade isso não implica melhor comportamento nem maior durabilidade.

  5. patricia sousa Says:

    Qual o sistema mais adequado para o acabamento deste sistema ? pintura ou Visoplast da Viero ou equivalente?tintas plásticas texturadas impermeabilizantes, compactas?? ou sistemas mais simples para deixar respirar e evitar a condensação??

    • gilberto Says:

      Respirar? só o que é vivo respira. Isolar é não deixar penetrar umidade. As condensações são fruto da má circulação de ar no ambiente ou das pontes térmicas. Não adianta isolar uma casa (ou…) e não ter um sistema eficiente de exaustão. O vapor de água expelido pelas atividades dentro do ambiente (cozinha, casa de banho, respiração, etc.) vão circular até encontrarem o local mais frio e ali condensam (lei da física). Para acabamento pode-se utilizar tinta plástica, sim senhora, embora seja considerado um sistema completo com massa acrílica da marca, mas mais por fins comerciais pois isso é uma grande mafia. Procura mais é alguém com boas referências para a execução do trabalho pois esses bons profissionais são muito poucos, embora os tais “aplicadores de capoto” estejam se proliferando: morre um e nascem dez, mas cada vez com menos qualidade.

  6. paulo fernandes Says:

    O acabamento terá que ser ao seu gosto, pois o sistema permite todos os acabamentos. Claro que se ficar com os produtos indicados pelas marcas e já são muitas (viero, maxit, Lena Argamassas, Barbot, ETc) terá com certeza uma trabalho muito mais eficiente pois as marcas fazem um acompanhamento junto dos aplicadores

  7. Rui Rego Arquitecto Says:

    …na aplicação do sistema ETICS (Capotto or Hotskin ou outros nomes, depende do fabricante em causa)…convém sempre alertar para a fixação mecanica das placas de STYROFOAM com cavilhas de plástico no mínimo 5 cavilhas por placa…um outro alerta é sempre para a densidade do material…eu recomendo sempre o uso do WALLMATE IB-A da Dow com 40mm de espessura e densidade de 32kg/m3…o resto (esferovites etc)…sem comentários…abraços Rui Rego-Arquitecto

    • fernando costa Says:

      um erro enorme influenciar as pessoas para a aplicação das placas stvrofoam ou de wallmate .
      mas sem comentários ,no futuro vamos ver os problemas que vai dar esses materiais

  8. Bruno Carvalho Says:

    Nota alta à forma como apresentam o produto, mas permitam-me 1 reparo negativo, pois como medidor orçamentista, não tenho acesso a preços… lamento!

  9. Jacinto Sepúlveda Says:

    se consultar os fornecedores certamente lhe dirão os preços

  10. Rui Rego Arquitecto Says:

    …sobre preços do ETICS…eu já vi diferenças espetaculares no preço/m2…desde €19…até €32.00/m2…sende este último, para nós (atelier) o mais correto, se e digo se o trabalho de ETICS for realizado corretamente, com o material de densidade correta, cavilhas de fixação, redes de fibra de vidro anti-alcalinas, todas as demãos das colas mais acabamentos, antes da colocação das primeiras placas de STYROFOAM junto ao chão (onde se localiza a calha de arranque) as paredes forem devidamente impermeabilizadas com CEPIS da TEAIS até à altura de 1.50m acima da cota do terreno (no perímetro total da obra), a obra com pormenores arquitectónicos que requerem cortes etc…etc…..com todos os pormenores bem realizados… €32.00/m2 acho o preço justo…abraços Rui Rego-Arquitecto

  11. Erick Sousa Says:

    Boa noite, informo que sou vendedor dos produtos VIERO – Robbialac e que me encontro ao dispor de V. Exas. para qualquer assunto.
    Contacto: 966 343 160 ou erick.sousa@robbialac.pt ou erick@netcabo.pt
    Abraços e bons negócios Erick Sousa

  12. Rui Rego Arquitecto Says:

    …sobre preços para aplicação do ETICS…a última que ouvi de uma empresa é que tinha dado o preço de €35.00/m2 para aplicação de um sistema ETICS…para este preço a Obra já tem que ter grandes dificuldades de execução…As especificações têm que “amarrar” todas as situações para não haver “fugas”…e a obra fiscalizada 24horas…Abraços Rui Rego-Arquitecto.

  13. Sara Says:

    Bom dia, os preços q têm referido incluem tudo? Mão de obra, aplicação, material…

    • José Leandro Says:

      Boa tarde, represento uma empresa de reabilitações de edificios DANPORT, Isolamentos Térmicos e Reabilitações de Edificios, Lda e somos representantes da marca VIERO, onde aplicamos o Sistema de Cappotto.
      Estamos ao dispor para qualquer esclarecimentos.

      José Leandro
      leandro.viero@gmail.com
      danportlda@gmail.com
      TELF: 224673068/69
      FAX: 224673070
      Telm: 916045951

  14. Rui Rego Arquitecto Says:

    …sobre os preços que cito acima…(€32.00/m2 considero o preço justo)…inclui tudo!!! andaimes (montagem|desmontagem)/mão de obra/aplicação com materiais certificados (acompanhamento pela empresa que venha a fornecer os materiais) e limpeza do local…Abraços Rui Rego-Arquitecto

  15. José Martins Says:

    Boa noite,

    Pelas informações já prestadas, cabe-me apenas confirmar inteiramente o que já foi dito, destacando o aspecto da relação qualidade de aplicação/preço como ponto fundamental no sucesso do sistema.
    Sendo o consumo energetico uma das maiores preocupações actuais, perspectiva-se como uma questão vital da sustentabilidade do nosso habitat.
    A nossa responsabilidade como agentes neste sector de actividade, aproxima-nos mais da resolução dos problemas do que parte dele.
    Bem hajam, e força, vamos obrigar o mundo a consumir menos CO2, as próximas gerações agradeçem.

  16. jose.martins@maxit.pt Says:

    Apenas queria acrescentar o meu contacto, caso necessitem de algum esclarecimento adicional.
    Obg.

  17. Rui Rego Arquitecto Says:

    …cuidado!!!…agora qualquer “pé rapado” faz “capotto”…é a palavra mais utilizada é “capotto”…pergunto: então voce faz aquele isolamento térmico pelo exterior???…sim! sim!…é capotto!!! respondem todos “profissionais”…e onde é que vc. aprendeu a fazer “capotto”?…ah! eu já fiz na Suiça, em Luxemburgo…agora “todos” são experts em “capotto”…temos algumas fotos de obras com ETICS…que daqui a alguns anos (2 anos no máximo) aquela “forração” exterior, com certeza estará no chão…e temos depois “todos” a falarem mal do “capotto”…foi mais ou menos o que aconteceu com as lajes planas…quando propomos ao cliente “então vamos fazer uma laje plana?”…não! “entra água”!!!…Abraços Rui Rego-Arquitecto

    • gilberto Says:

      concordo totalmente com o senhor ( qualquer individuo coloca capotto )depois vem os problemas,o que vai acontecer futuramente e que as pessoas nao vou confiar no sistema porque alguem fez incorretamente,eu trabalho no capotto ja alguns anos nunca vi tanta aldrabiçe como vejo agora,de momento tou desempregado e procuro trabalho se tiver conhecimento d alguem que precisse tou disponivel,939564901
      obrigado

  18. eu Says:

    Mas é que entra mesmo água… :) A maior parte das lajes planas que conheço metem mesmo água… foram todas mal executadas

  19. Carlos Leite Says:

    Encontrei este sítio por acaso, mas gostei. Tenho uma moradia com 30 anos e já com caixa de ar e esferovite no meio. Salvo erro as paredes foram feitas com tijolo de 15mm e 7mm. Não tem ponta de humidades, mas está a precisar de ser pintada e como tal estou a considerar a possibilidade de por capoto. Mas já estou baralhado e com medo de ir gastar dinheiro e ser mal gasto. Uns dizem que deve ser colado, outros deve ser aparafusado, uns dizem que VIERO é o melhor, outros dizem que MAXIT é que é bom, outros dizem outras marcas e outros nem falam em marcas e só falam em esferovite. Depois uns dizem que deve ser de 3cm, outros de 5cm que é o minimo que a lei diz. E claro que há diferenças no preço final, mas o que eu queria era ter a certeza que não era enganado. E já agora a pergunta que faço a mim próprio todos os dias, será que é boa ideia isto de eu querer colocar capoto? Se se quizerem pronunciar e tentar dar uma ajuda, desde já o meu muito obrigado.

  20. Rui Rego Arquitecto Says:

    …Carlos Leite, posso com certeza responder-lhe a essa questão das dúvidas que vc. tem e com razão…por favor leia o que escrevi acima no dia 14 de abril e 29 de abril e 15 de maio…depois mesmo assim ponha as suas dúvidas…tentarei esclacer…Abraços Rui Rego-Arquitecto

  21. Rui Rego Arquitecto Says:

    …quero pôr aqui uma questão!!!…e talvez ser polémico…gosto de criar estas polémicas…sentimo-nos VIVOS!!!…lembram-se todos, há uns anos atrás, quando as paredes duplas eram preenchidas com ESFEROVITE???…e diziam que “aquele” material o ESFEROVITE…passados alguns anos “desaparecia” da caixa de ar!!!…lembram-se???parecia uma coisa de mágico!..,talvez porque entretanto apareceu o “WALLMATE” da Dow e outros equivalentes…agora a minha questão é: O que vai acontecer a todos estes “capottos”, “hotskins”…ou genéricamente falando E.T.I.C.S….daqui a alguns anos???…será que vamos ter paredes “ocas”…só com a casquinha do reboco exterior???…porque entretanto o “esferovite ” desapareceu???…ou agora já não dasaparece mais???…respondam…se souberem!!!…estranho não???Abraços Rui Rego-Arquitecto

    • carlos Says:

      Caro Arquitecto,
      EPS para aplicar no ETIC deve ser de elevada densidade e não o convencional.
      Também devo dizer que já parti muitas paredes e vi a esferovite parcialmente dissolvida a fim de anos!
      Os porquês não sei, mas o que eu sei é que assim como as Farmaceuticas , controlam e mafiam os médicos, os fabricantes de materiais de construção , controlam e mafiam os ARquitectos/engenheiros , assim como os fabricantes de mobiliario e artigos de decoração, controlam os decoradores !
      Quem fica a perder é o cliente final que paga a mafia toda !
      Virar isto é impossivel porque quem se lixa é quem mete a mão na massa.
      Em geral o Português mata logo o negocio porque atira-se ao preço e só vê preço e não se importa se passa frio dentro de casa !
      eu já montei Etic e digo-lhe que para uma moradia com muitos recantos e acessos inclinados 32 € / m2 é pouco ! Só se for feio por um biscateiro sem encargos sociais nem fiscais em cima. O resto são tretas. Se querem barato façam vocês !!!

  22. José Martins Says:

    :) POis só mesmo a dow o possa esclarecer, esferovite desaparecer??!! dava imenso jeito se fosse verdade…estaremos a falar de poliuretano injectado.. e esse mesmo assim depende das margens quimicas/formulas… em Potugal existem mt aplicadores a fazer de um bidão=3… pois! a partir daqui tudo é possivel. Na minha optima enquantos os técnicos responsaveis pelo projecto não controlarem de uma forma efectiva os produtos/sistemas integrados não é possivel garantir qualidade…

  23. Carlos Ressurreição Says:

    …Gostava de ser esclarecido sobre resitência ao fogo. Não é obrigatório paredes exteriores classe M0?

  24. Ana Says:

    Boa tarde

    Relativamente ao sistema cappotto/etic, como se considera a condutibilidade térmica? Já procurei em todo o lado informação referente à condutibilidade dos elementos que o constituem além do isolamento, e não encontro nada.

    Obrigada

  25. Alberto M L Constantino Says:

    p Rui Rego – A sua questão , devido ao histórico dos esferovites é sem duvida pertinente , no entanto , no caso do desaparecimento em caixas de ar, estamos a falar de baixissimas densidades, 6/7 kgm3 ou menos . A informação que possuo, em termos técnicos exige uma densidade de 20kgm3 com caracteristica auto-extinguivel ,norma EPS 100 , estamos neste caso a falar da melhor relação entre variante dimensional,(quando solicitado termicamente) e permeabilidade ao vapôr de água. Tambem refiro que no 1º caso,perda de volume e esboroamento , o poliestireno , provavelmente encontra-se exposto a três factores conjugados , calôr , humidade e matéria orgânica , o que raramente ocorre no sistema etics se bem executado , ficando neste caso apenas exposto a graus térmico e de humidade , sem presença de matéria orgânica , obstando assim á sua degradação.
    limaconstantino@live.com.pt tm 932505060

  26. joão roseira Says:

    Boa tarde,
    Entre outras dúvidas sobre ETICS, gostaria de colcoar uma.
    O isolante pode ser cortiça, especificamente Aglomerado de Cortiça Expandida (teoricamente de “durabilidade ilimitada, sem perda das suas características”)?
    obrigado

  27. R. Cardoso Says:

    Boa noite, pretendo revestir a minha moradia com isolamento exterior. Neste momento prendo-me com uma dúvida, no telhado que é uma laje inclinada estava para forrar com XPS de 3cm/4cm, até que vi uma manta reflectora (folha de alumínio) que tem melhores prestações (supostamente). Quero saber qual é a melhor escolha, se possível a opinião de alguém que tenha experiência no ramo com estes produtos.

    Obrigado.

  28. João Santos Says:

    Boa Noite, queria só colocar, ou melhor divulgar uma marca deste tipo de sistemas, que pode não ser conhecida em Portugal, mas de enorme valor no Reino Unido e Alemanha. A Alsecco. Quem estiver a considerar utilizar este sistema, tenha esta marca em atenção.
    Sou aluno do IST, investiguei recentemente as empresas que comercializam ETICS em Portugal, e esta, a Alsecco, revelou-se uma agradável surpresa.

  29. SupraPainel Says:

    É pena que se comece a ver publicidade nos locais de esclarecimento de dúvidas.
    Sr. R. Cardoso a folha de alumínio trabalha com a reflexologia ou seja consegue impermeabilizar termicamente melhor quando bem aplicada, com a devida fita metálica. Acusticamente sem dúvida fica melhor servido com o XPS.
    Disponha

  30. Sergio Says:

    Boa noite. Sou aplicador do cappotto do Porto. Trabalho por conta propria e tenho uma boa equipa. Sou da Ucrania, tirei la o curso da engenheria civil e em Portugal o curso tecnico de obra, CAP nivel 3. Trabalhei com varias marcas dos produtos. Conheço todos defeitos e vantagens “por dentro” e não so “do papel”. Se alguem estiver interessado nos meus serviços contacta me, por favor. (cappottoobras@gmail.com). Obrigado.

  31. Gustavo Says:

    Boa tarde,

    Gostava de saber quais as marcas ou empresas que aplicam o sistema “etics” com “Wallmate”, com garantia?

    Obrigado

  32. Miguel Says:

    Boas,

    Realmente dá para ler de tudo. O xps é melhor isolamento acústico!? como?????? não tema massa, não é abosrvente,´como é melhor isolamento acústico?

    Gustavo,
    se fosse a si não usaria xps como material isolante é ótimo mas utilizado no âmbito dos etics não é recomendável: é mais caro, obriga sempre a fixação mecância adicional, potencia tensões superficiais, por ser mais denso reduz a eficácia na permeabilidade ao vapor de água e dificulta a aplicação por ser dificil de lixar se houver eventual necessidade.

    Rui Rego,
    Seria óptimo explicar às pessoas como se faz um sistema etics a 32,00€/m2, incluindo mão de obra, deslocações, assistência da marca, sistemas certificados e andaime!
    Já agora poderá informar também quais os sistemas que etics que conhece certificados (e por quais entidades) com xps?
    Outra pergunta, quando voce recomenda 40mm de espessura é com base em que? Não se esqueça que as necessidades dependem de factores objectivos como o RCCTE e o respectivo zonamento, factores construtivos como sejam o tipo de suporte a revestir, incluindo acabamentos interiores, e factores subjectivos como sendo o conforto, que como tudo na vida é um conceito aplicável a todos, mas onde cada indivíduo o sente de maneira diferente.

    Agradeço antecipadamente

  33. Malmeida Says:

    Gostaria de saber se a aplicação do revestimento pelo exterior “dispensa” parade dupla de tijolo, ou se convem manter a caixa de ar existente numa parede dupla, aumentando assim a resistência termica?

  34. Alex Says:

    E STO (www.sto.com) ?

  35. Francisco Says:

    OLá , sou estudante de egenharia civil da Universidade do Algarve e gostaria de saber qual a diferença entre o EPS e o XPS . Será que alguem poderia explicar-me ? Obrigado!

  36. Duarte Fernandes Says:

    O sistema ETICS (External Thermal Insulating Composite System), relativamente ao material isolante recomenda, não obriga, a utilização de EPS com uma densidade entre os 18 e os 20Kg/m3 (EPS100). Visto ser um material mais estável em termos de deformabilidade, bem como mais permeável ao vapor de água, cumprindo assim este requisito, indispensável em todos os materiais constituintes do sistema. No entanto poderá ser utilizado XPS, menos permeável ao vapor devido ao aumento de densidade, sendo o XPS adequado para ser revestido com argamassas (sem pelicula). Em situações de reabilitação a fixação da placa deverá ser mista (colagem+fixação – 6 a 8 buchas/m2). Relativamente às condutibilidades térmicas de ambos são muito aproximadas 0,037 para 0,040.

  37. rcp Says:

    Gostava de saber se é necessário apresentação de projecto (especialidade ou arq.) se for aplicado este sistema (rtics) numa moradia já construida, mantendo todo o seu traçado original ( cor, ect…) porque afinal a moradia apenas irá “engordar” uns cm’s para fora.
    Obrigado

  38. João Araujo Says:

    Olá boa tarde, somos da região norte mais precisamente de Braga realizamos isolamento térmico pelo exterior “Etics” com as marcas Máxit e Sto, somos certificados como aplicadores na propria pagina da STO. dAMOS orçamentos para todo o tipo de obras e qualquer esclarecimento necessário.

    Obrigado

    • Adriano Says:

      A minha vivenda está a meter humidade numa parede que é muito exposta à chuva. Gostava de saber se o capote será o indicado para tirar a humidade e se pode ser assente por cima de uma parede areada? qual o preço por m2 acabado?. A extenção é apro. 50m2.
      Caso queiram contactar podem fazer pelo tlm o mail. Obrigado. Concelho Fafe.

    • Pedro Faria Says:

      Bom dia, vou começar a construir a minha moradia, é uma moradia térrea, com cerca de 200m2, vai ser construida em Braga.
      Quero-lhe pedir orçamento, para o sistema ETICS (Capoto).
      Podemos nos encontrar.
      Cumprimentos

    • João Andrade Says:

      Tenho em construção nos Açores, na ilha de S. Miguel, 2 moradias de arquitectura moderna e que se encontram na fase de aplicação do isolamento termico exterior pela técnica do cappotto e gostaria de saber em que termos poderia contar com a V/ colaboração e qual o preço médio m2 que habitualmente praticam para fornecimento e aplicação

      Cumprimentos

    • Conceição Viana Says:

      Boa noite Sr João
      Estou a construir uma moradia em Braga e necessito de um orçamento para colocação de capotto. É possivel enviar-me o contacto?
      Cumprimentos

  39. jose sousa Says:

    Bom Dia,
    Gostava que alguém, especialista no assunto, me esclarece-se se este sistema é aconselhável para isolar unicamente uma parede que está virada a norte e tem sofrido infiltrações de água.
    É que a casa é nova, mas já me está a dar problemas, será que este assunto me resolveria o assunto ou será melhor “partir” para outra solução?
    Desculpem a ignorância, mas sou completamente leigo no assunto.
    Desde já agradeço a oportunidade que me deram de expor o problema, UM ABRAÇO.

  40. JCsilva Says:

    Boa noite.
    Informo que sou Técnico Comercial dos produtos da FABYLAK e que comercializamos gama de produtos Cerificados para o sistema ETICS (External Thermal Insulating Composite System), e que me encontro ao dispor de V. Exas. para qualquer assunto.
    Contacto: 9633 87 527 ou josecarlos@fabylak.pt
    Abraços e bons negócios
    JCsilva

  41. Alves Says:

    Caro José Sousa,
    Casa nova já com problemas desse tipo!!! Deve chamar os intervenientes da obra… Pedreiro e trolha, em conjunto devem dar resolução ao seu problema. Quanto á sua pergunta;… O Capotto não é a solução ideal, mas em ultimo caso poderá resolver.
    Abraço
    Alves

  42. Carla Says:

    Boas!
    Estou agora a construir uma casa e optei por colocar o capotto mas surgiu-me uma duvida e se me pudessem esclarecer agradecia imenso. Quanto à colocação das janelas e portas exteriores recomendam que se coloque antes ou depois de colocar o capotto? Se for antes depois as camadas do capotto não vão tapar a caixilharia? e se for depois ficará bem seguras? Desculpem a ignorancia neste assunto.

    Abraços a todos

    • José Leandro Says:

      Boa tarde Dª. Carla, nao deixe de aplicar primeiro a caixilharia e so depois o Sistema de cappotto, pois assim consegue garantir uma melhor vedação entre a caixilharia e o sistema de cappotto.

      Caso esteja interessada estarei na disposição de lhe enviar pormenores para esse sentido.

      Atentamente.

      José Leandro

      916045951

  43. Nuno Silva Says:

    Na minha futura casa estão agora a aplicar EPS de 4cm nas fachadas e 5cm na cobertura.

    No blog podem ver algumas fotografias da aplicação.

  44. Liliana Says:

    R: Carla, relativamente à aplicação das janelas antes ou depois da aplicação do sistema cappotto, depende do que pretende: se quer o caixilho da janela visivel, poderá colocar um pré-aro, ou quando o sistema dobrar no vão não dobra com poliestireno, mas apenas se aplica o processo armado com acabamento. De qualquer forma será sempre importante esclarecer esta dúvida com o aplicador e com o construtor, são pormenores importantes para a boa execução do sistema. Sugiro Sistema Cappotto da Viero

  45. Dionisio Says:

    Boa tarde,
    Gostava de ver esclarecidas algumas questões tendo em conta que pedi a uma marca (Weber) para me apresentar o sistema:

    O optimismo que tinha relativamente a esta solução construtiva desvaneceu-se.

    1º A expessura dos barramentos exteriores sobre o EPS/XPS é de cerca de 3mm, o que torna a parede muito frágil a pancadas sobretudo com objectos pontiagudos (basta uma vulgar caneta). Rebocos é para esquecer porque aumenta o risco de destacamentos.

    2º A colagem de pedra/mozaico só é aconselhavel até 1m50 e ficarão sempre salientes em relação à restante parede.

    3º pintura lisa e uniforme também é para esquecer porque acaba por se notar a estereotomia das placas de EPS/XPS.

  46. Batista Says:

    Caro Dionisio,
    O sistema ETICS tem varias maneiras de ser executada, apliquei na minha moradia e o aplicador utilizou dupla camada de rede da qual a primeira tinha 300 gr /m2, o resultado é que a resistencia ao impacto triplicou, o minha filha já embateu várias vezes contra a fachada com a sua bicicleta, mas nunca deixou uma marca senão na tinta.
    Aconselho-te a procurar a empresa REVISTERM – 910835529 ou 917744846.
    Abraço

  47. joaquim moura Says:

    saudações caros leitores…

    eu é a primeira vez que venho aqui e achei que tinha na obrigação de responder ao dionisio…

    Caro dionisio a questão de o roboco por cima do EPS ser só de 3 mm não é bem verdade, o conjunto de massas em cima do eps leva no minimo 5 mm, mas é claro ke continua a não oferecer a resistencia do reboco tradicional só por uma simples questão : o tijolo é rijo e o esferovite não…

    porque se aplicar 2mm de reboco termico em cima de reboco tradicional a resistencia e precisamente a mesma …..

    em resposta ao seu ponto 2 pode colar qualquer tipo de pedra ou azuleijo em cima do sistema há vontade e dá para colocar a pedra ou o azuleijo á face para ficar com a planetria igual ( ou seja sem ressaltos)..

    quanto á pintura … pode fazer a mesma pintura em cima deste sistema como faz em cima do reboco tradicional….

    joaquim moura aplicador de ETICS

  48. Dionisio Says:

    Sr. Joaquim,

    Não lhe sei dizer se a verdade está nos 3 mm ou 5mm ou até mais. Eu não inventei o valor. E a espessura considerada adequada e que fornece as devidas garantias para o sistema segundo os técnicos que consultei. Segundo eles, espessuras excessivas aumentam a possibilidade de fissurações e destacamentos a médio prazo devido ás tensões mecânicas.

    O que de facto importa saber para quem pretente aplicar este sistema é quais as garantias fornecidas pelo aplicador/fornecedor.

  49. carlos Says:

    boa tarde. Os meus parabéns a quem escreveu:”não faltam pessoas a dizerem que colocam capotto”. Há muita teoria!!! Contudo, com experiência e sabedoria fica um resultado excelente. Tenho uma vivenda com aplicação de capotto, mas só recorrendo a uma segunda empresa é que o trabalho ficou bem feito. A empresa que colocou da primeira vez, bem, espero que tenha já aprendido aplicar o capotto (se é que ainda existe) Em resposta a afirmação da Liliana, não aconselho capotto da Viero.

    Carlos

  50. Pedro Ferreira Says:

    Exmo(s) Sr(s)

    Sou colaborador de uma Empresa especializada na aplicação do sistema ETICS (Isolamento térmico), com sede na zona norte.

    Contacto: pedrodarochaf@hotmail.com

  51. José Leandro Says:

    Boa tarde, pois eu depois de ler alguns mail na minha opinião aplicar o sistema de cappotto nao é assim tao facil como parece.
    Hoje infelizmente temos empresas a aplicar o sistema sem terem formação e sem conhecimento para o fazerem por isso e que vemos pelo pais fora o sistema a ser mal aplicado.
    Na minha opinião haveria de haver mais fiscalização dos fornecedores e devia de ser proibido a venda do material a empresas que nao tivesses aptas para a aplicação do sistema de cappotto.

    Eu represento uma empresa que começou aplicar o Sistema de Cappotto da VIERO há mais de 17 anos em portugal, tendo para mostrar obras com essa idade, e uma coisa posso garantir o Sistema de Cappotto da VIERO / MAXIT / PUMA, aplicados por empresas crediveis e bem formadas é um sistema que aconcelho.

    Para mais informações
    leandro.viero@gmail.com
    916045951

  52. pedro correia Says:

    Já ouviram falar do sistema SUBERLYME ECO ETICS?

    sistema inteiramente ecológico, reciclável directamente na natureza, impermeável à água no estado líquido e permeável no estado de vapor…
    Com apenas 4 mãos de obra para aplicação
    entre outras características muito boas….

    Está a ser comercializado pela TERMIPOL
    Aurélio Tábuas (+351 917 499 595)
    mailto: aurelio.tabuas@termipol.pt

  53. Marco Melo Says:

    Boa tarde!

    Gostaria de saber se alguem já aplicou o sistema com a marca
    FassaBortolo.

    Obrigado, Marco

  54. Stanislav Petrenko Says:

    Boa tarde ! Equipa esta pronta para fazer serviço do sistema capoto . Trabalhamos por conta propria . Obrigado !

  55. yuriy Says:

    somos uma equipa subimpreteiros,fisemos trabalho de sistema de cappotto,procuramos trabalho

    • josé leandro Says:

      Eu represento uma empresa que começou aplicar o Sistema de Cappotto da VIERO há mais de 17 anos em portugal, tendo obras para adjudicação.

      Para mais informações
      danportlda@gmail.com
      leandro.viero@gmail.com

    • josé leandro Says:

      Novembro 15, 2008 ás 12:02 am | Responder

      Boa noite. Sou aplicador do cappotto do Porto. Trabalho por conta propria e tenho uma boa equipa. Sou da Ucrania, tirei la o curso da engenheria civil e em Portugal o curso tecnico de obra, CAP nivel 3. Trabalhei com varias marcas dos produtos. Conheço todos defeitos e vantagens “por dentro” e não so “do papel”. Se alguem estiver interessado nos meus serviços contacta me, por favor. (cappottoobras@gmail.com). Obrigado.

  56. carlos mendes Says:

    olá a todos. Ao contrario de algumas pessoas que por cá têem opinado eu não vim aqui por acaso, vim porque estou muito interessado em fazer uma formação profissional que seja credivel para no futuro vir a aplicar o sistema capoto. Desde muito cedo que trabalho na construção civil e neste momento tenho 8 empregados. Como cada vez mais o sistema de isolação exterior esta virado para estes materiais sinto me tentado a formar me para poder tambem aplica lo nas obras d meus clientes. Alguem me pode ajudar relativamente a como e onde devo pedir ajuda? Obrigado pela atenção

  57. José Quintans Says:

    Boa noite, sou especializado em construção civil, tenho trabalhos de isolamento exterior tipo cappotto viero para execução, sendo os quais a executar em arquitectura chamada moderna, gostaria então de uma empresa na zona de Lisboa com alguma solidez e experiência neste tipo de trabalho.
    Meu contacto
    937215827

  58. abilio costa Says:

    boa tarde já apliquei capoto em varias obras e para mim e para todos os clientes para quem o fiz é um isolamento muito bom quando bem aplicado

  59. andre botelho Says:

    Boa tarde, procuro instalador para revestir uma moradia nas antas. Se estiver alguem interessado em apresentar orçamento, contacte-me.

    916327948

    Obrigado

    • josé leandro Says:

      Eu represento uma empresa que começou aplicar o Sistema de Cappotto da VIERO há mais de 17 anos em portugal, tendo para mostrar obras com essa idade, e uma coisa posso garantir o Sistema de Cappotto da VIERO / MAXIT / PUMA, aplicados por empresas crediveis e bem formadas é um sistema que aconcelho.

      Para mais informações
      leandro.viero@gmail.com
      916045951

  60. Antonio da Costa Says:

    Eu confirmo o que o Arq. Rego diz, poucos sabem aplicar o capoto, linguagem mais formal, não tem conhecimentos técnicos e nem querem aprender, tenham cuidado com esses paraquedistas , preços baixos e ………enfim dentro de 2 anos tudo cai, farto-me de querer ensinar, mas até me correm, sou tecnico de construção e desenho, e tb tenho uma empresa de construção, mas não consigo concorrer com estes paraquedistas……….enfim um dia se verá. abraço.

  61. Vasco Dias Says:

    Somos aplicadores do sistema Etics / Cappoto e como qualquer sistema ele deve seguir as normas dos fabricantes. Não esquecer que as garantias para este sistema só são dadas se os produtos aplicados e a metodologia seguida for a que o fabricante aconselha.

    No que respeita a fabricantes existem diversos sendo neste momento de salientar a Weber, a Mapei, e a Robialac (viero).
    ( A maxit foi adquirida pela Weber )

    Qualquer dúvida visite a nossa pagina.

  62. Rui Fernades Says:

    Caros Senhores,
    Quando pensei em fazer a minha moradia com isolamento termico pelo exterior, fiz vários contactos com diversas marcas, poucas foram aquelas que me davam confiança, pela apresentação, pelos aplicadores, enfim pensei em fazer a coisa de forma tradicional, eis que me aconselharam a falar com a alsecco, que é uma marca Alemã representada em Portugal pela empresa PF&P, Lda. ( http://www.pfp-mtc.p ), ai tive uma reunião com sr. Arq. Pedro Abrantes que me fez uma apresentação de uma gama de produtos muito acima daquilo que a outras marcas apresentam especialmente o sistema de carbono e ainda com a vantagem de ser a propria empresa a fazer a aplicação.
    A moradia ficou pronta em agosto e está tudo impecavel.
    Se estiverem a pensar utilizar estes isolamentos falem com estes senhores pois não tem nada a perder.
    Cumprimentos a todos.
    Rui Fernades
    Loulé – Algarve

  63. Paulo Alexandre Says:

    BoaNoite, procuro instalador para executar uma obra no minho. Se estiver alguem interessado em apresentar orçamento, contacte-me.

    969149730

    Obrigado

  64. Antero Tavares Says:

    Pretendo pintar a minha casa pela segunda vez, no entanto uma das fachadas apresenta bastantes fissuras. Apesar de mandar reparar essas fissuras tenho receio que elas voltem outra vez passado algum tempo depois da pintura. Falaram-me no capotto ou ainda em não meter placas de esferovite (uma vez que tem caixa de ar com esse material) aplicando a primeira camada de massa directamente ás paredes depois de devidamente lavadas,seguindo depois todos os passos da aplicação do capotto. Será uma boa solução para não ter mais fissuras no futuro?
    Para esta solução qual é o preço médio m2?.
    Se alguém me puder ajudar agradeço.

    • Filipe Santos Says:

      Boa tarde ,venho o seu comentario ,embora a sua moradia tenha a caixa de ar ,o problema está na parede exterior onde mostra as fissuaras ,na realidade quando existem as fissuaras nada as conseguem tapar visto que com o tempo tornam a aparecer, o melhor seria aplicar o isolamento termico de fachada ( Capoto ) com as placas de EPS ,visto que no final da obra não vai ser o preço das placas de EPS que vai ficar mais caro, porque o que é caro é a cola de barramento ,rede de fibra de vidro ,regulador de fundo e o acabamento final, assim fica o trabalho bem feito e mesmo que a moradia queira apresentar mais fissuras elas andaram por detráz das placas EPS nunca mais verá fissuras,além de ficar com um octimo isolamento termico,e ganhará dinheiro em aquecimento caso o tenha.Sou aplicador da marca Weber e Viero marcas estas que no final do trabalho realizado e acompanhado por tecnico especializados da marca passam a garantia de fabrica ao cliente, actualmente considero uma boa aposta esse investimento visto vários cilentes ficarem satisfeitos tanto a nivel de moradias como edificos de condominios que tenho feito. Poderá visitar nosso site onde mostra um idificio totalmente degradado e depois da aplicação de capoto ficou como novo. http://www.cfsconstrucoes.com.

    • pinheiro Says:

      não é uma solução definitiva pois mais cedo ou mais tarde vão voltar a aparecer. Aplique o polysterm icb

  65. IVO MILEV Says:

    Boa noite
    ja li muito sobre isolamento tipo CAPOTO mas tenho duvidas!
    Como se aplica em casas ja acabadas, mas com humidade?
    Quais estao condiçoes para aplicar este tipo de isolamento?
    Como e o acabamento a volta das janelas e as portas?
    E no final, qual e o preço por m2 e o tempo de exsecoção para 160m2?
    Podem me ajudar?
    Obrigado

  66. Morais Says:

    Boa noite, gostava se possivel de ser esclarecido de uma duvida, tenho uma habitaçao de r/c comcluida á 4 anos mas ainda nao foi pintada por ainda nao encontrar quem me desse garantias da pintura uma vez que existe varis fissuras que ficaram logo na altura da consruçao, tendo a construtor dito que tinha sido de rebocar as paredes em dias de muito calor e viradas ao sol, entretanto veio ver a casa um “engravatado” da silaca e me garantiu 10 anos a pintura, aplicando um tal de capotto mas com espessura minima, uma vez que a casa não foi construida para esse tipo de acabamento, com um custo de 15 euros m/2 que me dizem vc. que são os especialistas neste produto.
    obg. agradecia algumas repostas
    Morais

    • Filipe Santos Says:

      Boa tarde , o preço que lhe estão a dar é muito baixo para a colocação de capoto. Devem sempre recorrer ás marcas conhecidas e certificadas para esses produtos. Sou aplicador ,e só trabalho com as marcas Weber e Viero ,a marca Weber é um pouco mais cara mas é muito boa visto a sua cola de barramento conter fibra misturada ,enquanto as outras marcas não. A questão do senhor não colocar as placas EPS e de ter a caixa de ar ,no meu ver faz mal porque na realidade no final da obra não vai ser o dinh. das placas que vai ficar caro mas sim a cola de barramento , a rede fibra de vidro ,regulador de fundo e o acabamento final.Com todo o conjunto ficará melhor servido e poderá ter a certeza que nunca mais terá nenhuma fissura ,porque mesmo que aparece alguma que é normal devido á estrutura da moradia trabalhar e vibraçoes andaram por tráz das placas EPS.www.cfsconstrucoes.com

    • Paulo Says:

      Boa tarde Sr. Morais

      Represento empresa de Reabilitação e revestimentos.
      No seu caso, e atendendo que tem uma habitação nova e certamente terá parede dupla com isolamento, é escandaloso tentarem vender-lhe um ETICS, pois não necessita disso, existem várias formas de resolver o seu problema…. O ETCS é uma boa solução para casos concretos, em relação ás fissuras terá que analisar se são estrututrais ou apenas no reboco, sedo no reboco que será o mais certo, existem muitas soluções de reabilitação.
      Contacte-me poderemos falar. moraispaulo00@gmail.com
      Paulo

  67. Nuno Andrade Says:

    Gostaria de lançar mais um tema para esta discussão. Tenho acompanhado o comportamento das paredes onde foi utilizada uma qualquer solução ETICS, e verifico que no inverno essas paredes se apresentam bastante sujas, com vários pontos de escorrimentos em toda a área das paredes. O aspecto é muito mau. Alguem tem explicação para este problema?

    • Jose Leandro Says:

      Boa tarde Srº. Nuno Andrade, pelas patologias que apresenta a sua moradia, dame a perceber que o revestimento final que foi usado nao têm tratamento fungicida.
      No caso do Sistema de cappotto da Viero o mesmo preve como revestimento final o Visolplast RSTF e posterior aplicação do Vieroquartz Ag para protecção fungicida.
      O que realmente acontece é que muintos aplicadores nao tem o conhecimento necessario e depois estas coisas acontecem

      No caso de necessitar da nossa ajuda contecte-nos.
      José Leandro (916045951) joseleandro.danport@gmail.com

  68. Jose Moreira Says:

    Alguém me pode informar a Classe de reacção ao fogo do Capoto?

  69. Mónica Says:

    Boa tarde,

    Venho aqui colocar mais uma dúvida. ligada à aplicação de capotto: consideram os entendidos importante ter antes uma camada impermável (Cerezite), ou com capotto, não é necessário?

    Desde já aobrigada por qualquer esclarecimento.

    • Mónica Says:

      Penso que não me expliquei bem, e queria rectificar:
      Consideram necessário ter uma camada impermeabilizante em Ceretize, por baixo do capotto, ou será um “desperdcio” de dinheiro?

      Mais uma vez obrigada.

      • josé leandro Says:

        Boa Tarde Monica, realmente é um desperdicio financeiro se preocupar com uma camada de cerezite uma vez que esta a pensar utilizar o Sistema de Cappotto.

        Aconcellhava mais a usar um reboco de desempeno e posterior aplicar o sistema de cappotto.

        O sistema de Cappotto e um sistema completamente impermeavel, por isso nao há necessidade de impermeabilizar o suporte.

        Alguma ajuda que queira estou á disposição.

        José Leandro

        joseleandro.danport@gmail.com

  70. raquel Says:

    olá a todos. vou construir casa e gostaria de saber a opinião a cerca de paredes duplas, com isolamento contínuo, envolvendo as colunas, não será melhor que “capoto ” ?

    • josé leandro Says:

      Boa tarde Raquel, realmente a melhor opção é sem duvida o Sistema de Cappotto, por vários motivos.

      1) Por envolver a construção por completo sem que acha perdas térmicas

      2) O sistema consegue garantir uma boa resistencia á fissuração ao contrario de um reboco/ areado.

      3) O sistema de Cappotto é um Sistema impermeavel, tendo mais outros bons motivos para a sua escolha.

      No Caso de necessitar da minha ajuda estarei á sua disposição.
      José Leandro
      joseleandro.danport@gmail.com

  71. Paulo Says:

    Olá
    - gostaria de saber se posso colocar cappotto numa fachada com salitre.
    - o que poderei fazer para resolver esse problema.
    - se tiverem uma solução agradecia que entrassem em contacto na zona de Santo Tirso para o seguinte emaill

    • pinheiro Says:

      Sabe o que é salitre?
      Penso que não é salitre mas sim calcário do cimento, existem revestimentos que funcionam como fachada ventilada ou melhor criam uma caixa de ar entre o revestimento e o muro de suporte pois é feito com perfis, Polysterm

  72. Luis Carlos Dias Says:

    Boa tarde. Represento uma empresa de construção civil que está actualmente a orçamentar um trabalho de revestimento de fachada com este tipo de material , sendo que gostaria de saber valores médios para fornecimento e aplicação e complementarmente facultarem o contacto de aplicadores. Obrigado

    • Paulo Says:

      Boa tarde

      Os preços dependem muito da obra em questão e dos materias a aplicar, infelizmente tem-se encontrado preços muito abaixo do real valor de um serviço bem executado, depois surgem os problemas!!!
      Caso senhor Luis Carlos Dias envie-me um email pois poderei responder-lhe.
      moraispaulo00@gmail.com
      Paulo

  73. lurdes gomes Says:

    se alguem me pode informar sobre as cores k se podem aplicar no “capoto”?

    • José Leandro Says:

      Boa tarde Dª. Lurdes Gomes as cores que deve de aplicar no Sistema de Cappotto devem de ser cores sempre de tons claros e nunca tons escuros como pretos , vermelhos , laranja, uma vez que são cores atrativas dos raios ultravioletas.

      Estamos ao dispor para qualquer esclarecimentos.

      José Leandro
      leandro.viero@gmail.com
      danportlda@gmail.com
      TELF: 224673068/69
      FAX: 224673070
      Telm: 916045951

    • Paulo Faria Says:

      Boa tarde Dª Lurdes em alguns sistemas da marca alsecco pode utilizar todas as cores mesmo as mais escuras ( visite o site http://www.pfp-mtc.pt e solicite informações )

      • pinheiro Says:

        não é verdade, pela sua resposta verifica-se que não é responsável. Tenha a tenção que as cores afectam os revestimentos, existe cores que acumulam temperaturas, o senhor Leandro tem razão

  74. Sergio Says:

    Fazemos isolamento térmico e acústico tipo cappotto. cappottoobras@gmail.com

  75. filipe batista Says:

    Carissimos leitores o sistema capotto está na moda e é muito eficás mas como tudo tem o seu senão.
    Em minha opinião fazer um pré-reboco (regularização) ficar direita ou optar por reboco termoisolante (reboco com esferovite) cujo acabamento é semelhante ao capotto é a melhor solução para o trabalho ficar direito e sem lombas. Pedir sempre o respectivo certificado de conformidade impede que coloquem materiais mais baratos mas não adquados.
    Damos orçamentos sob consulta de obra.
    mafrigessos@sapo.pt

  76. Armando Says:

    Pelo que li em relação ao Capota fala-se de várias marcas ( Weber, a Mapei, e a Robialac – viero ). Estou a pensar isolar a minha casa com este material mas falaram-me na PUMA. Alguém pode dar uma opinião sobre esta marca ?

    • José Leandro Says:

      Boa tarde Srº. Armando,

      Represento uma empresa Danport que entre as marcas VIERO/ETICS/BARBOT, também represento a marca PUMA á cerca de anos.

      O que posso referenciar é uma marca que está omolgada e certificada onde acredito nela.

      Se necessitar de algum orçamento estaremos á sua disposição.

      José Leandro

      joseleandro.danport@gmail.com

      • Conceição Viana Says:

        Boa noite Sr José Leandro
        É possivel dar-me referências da marca DIERA. Tenho um orçamento com esta marca.
        Cumprimentos

  77. Eviana Says:

    A utilização do Cappoto, dispensa a existência de paredes duplas. São um desperdício ou não?

  78. Jose Martins Says:

    Agradeço que visitem este site:

    http://www.i9home.pt

    Obrigado

  79. Mónica Faria Says:

    Muito Obrigada, José Leandro!

  80. José Martins Says:

    Boa noite,

    As soluções integradas justificam garantias de aplicação, neste caso em particular aconselho todas as pessoas sejam particulares ou não a pedirem com o orçamento a seguinte documentação:

    - Alvará.
    - Seguro acidentes trabalho actualizado.
    - Seguro de responsabilidade civil actualizado.
    - Declaração de não divida á segurança social.(Validade 6 meses).
    - Declaração de não divida ás finanças (Validade 6 meses).
    - Acreditações das marcas produtores.
    - Fichas tecnicas dos materiais aplicados.
    - Garantia de execução e dos materiais, especificando, local e promotor ou empreiteiro da obra.
    - Ultimo pagamento contra a entrega da garantia.

    Se pedirem isto a todas as empresas, fazem um serviço e um rastreio muito util a toda a nossa actividade.
    Na realidade a uniformização do mercado estará sempre nas “mãos” e na vontade dos CLIENTES. Acreditem…

    Obrigado e bons negócios para todos.

  81. Paulo Faria Says:

    Se pretender sistemas se isolamento térmico Homolgados visite o site http://www.pfp-mtc.pt ou alsecco.com

  82. Manuel Artur Says:

    Queria tirar um curso de capotto alguém me pode ser útil?? Obrigado abraço.

  83. Filipe Batista Says:

    Sistema “capote” é muito perigoso entregar um trabalho ao que tem melhor preço. O ditado é velho (o barato sai caro) mas também não vamos pelo mais caro, devemos optar por uma empresa que além de credivél apresente um (CERTIFICADO DO SISTEMA COMPLETO) que por sua vez tem certificados de material utilizado, nada como preto no branco assinado e carimbado para que a palavra garantia não seja usada por acaso. Obrigando quem se responabiliza a fiscalizar as várias fazes da aplicação. OS NOSSOS ORCAMENTOS são calculados consuante a expessura de eps, cortiça, lã de rocha ou reboco termoisolante, assim como o grau de dificuldade de aplicação.Mafrigessos, lda. representante FASSA BORTOLO 918 107 534 F. Batista

  84. Paulo Says:

    http://www.etics-capoto.com.pt

  85. José Artur Quintans Says:

    Abraço a todos
    Sou Projectista e Construtor, permito-me alvitrar a todos os meus colegas projectistas que tenham algum cuidado a propor este material sem saberem quem vai aplicar, temos de facto grande dificuldade em mão-de-obra qualificada, os bons aplicadores que me desculpem, eu não me tenho dado muito bem, eis o meu alerta.
    Obrigado ….

  86. Manuel Artur Says:

    mas o que eu pretendia talvez não seja curso de capoto mas sim formação de capoto.. Abraço agradecia uma resposta.

  87. Paulo Says:

    Caro senhor José Artur Quintans

    Somos aplicadores de ETICS capoto, o que diz tem toda a razão, mas também devo alerta-lo que muitas vezes o problema é dos donos da obra, pois querem o mais barato do mercado, não pedindo esplicações sobre os pormenores da aplicação, posso dizer-lhe que já perdi obras para aplicadores que não metem todos os perfis recomendados e assim podem fazer mais barato. A nossa empresa preocupa-se com a correcta aplicação do sistema, e, por isso, não realizamos obras que não incluam todos os acessórios e em que não aja uma analise pormenorizada á obra.
    Caso tenha alguma situação concreta ponha-a a debate.

  88. José Artur Quintans Says:

    GRADE ABRAÇO A TODOS

    Dou os parabéns ao Sr. Miguel pelo esclarecimento que apresentou, concordo com a questão cientifica, objectivamente essa é a questão, cada caso é um caso, Obrigado.

  89. rlmf Says:

    Vou aplicar o capoto para resolver um problema de fendas na minha moradia, a ultima camada sera de VISOPLAST RSTF ou entao de ELASTRONG, visto que o revestimento vai ser aplicado numa superficie que tem uma grande esposiçao tanto ao sol como a chuva, gostaria de saber qual destes produtos devo aplicar.

  90. Bernardo Rodrigues Says:

    Bom dia,
    recentemente ficou concluído o revestimento a cappotto da minha moradia, e na semana passada reparei (após tantos dias de temperatura elevada) que na fachada a Sul apareceram umas fissuras (entre 5 a 15 cm de comprimento) nas janelas, nos cantos da cx. de estore. Penso que não está a agravar! Haverá alguma solução para este problema?

  91. Nestor & Nestor Says:

    Boas a todos…

    Somos uma empresa situada na zona norte…
    Somos aplicadores de sistemas:
    - Capoto
    - Isodur com acabamentos em areado ou acabamento acrílico colorido
    - Rebocos Exteriores, Interiores com acabamento em estanho
    - Gessos Projectados

    Somos representantes de:
    -Weber
    -Isodur (IRP/Secil)
    - Palegessos

    Contactos: Nestor: 967492522 / 966426621
    Email: nestorjvp@hotmail.com

  92. Nestor & Nestor Says:

    Somos uma empresa situada na zona norte…
    Somos aplicadores de sistemas:
    - Capoto
    - Isodur com acabamentos em areado ou acabamento acrílico colorido
    - Rebocos Exteriores, Interiores com acabamento em estanho
    - Gessos Projectados

    Somos representantes de:
    -Weber
    -Isodur (IRP/Secil)
    - Palegessos

    Contactos: Nestor: 967492522 / 966426621
    Email: nestorjvp@hotmail.com

  93. Julio Saraiva Says:

    Há 10 anos a Sotecnisol (certificada ISO, uma das “maiores” a nivel nacional, …) aplicou na minha moradia unifamiliar (Algarve) capotto. Os problemas foram imensos com infiltrações e condensações (a ponto de apodrecerem móveis e chão flutuante), SEM RESPOSTA!!, que me obrigou a contractar uma vistoria técnica. Esta constatou problemas graves de aplicação e de material, pelo que finalmente (tribunal à vista…) a empresa decidiu (ao abrigo da garantia) retirar o revestimento e reaplicá-lo. Em Agosto de 2009, verificou-se que a esferovite estava literalmente desfeita, a união entre a esferovite e o revestimento exterior tinha desaparecido e estava encharcado de água. Em 9 MESES (+- 50 dias de trabalho) reaplicou novo capotto (Viero) sem calha de arranque com fixação mecânica, mas esqueceu-se de proteger telhados, varandas, alumínios, … Não conseguiram limpar o adesivo e acabamento pelo que têm que ser substituidos, a própria aplicação tem deficiências e surgiram infiltrações onde não existiam. A Sotecnisol propôs-se pintar os telhados e efectuar mais algumas reparações nos piores sítios. E do resto lava as mãos, porque a moradia já não é nova!!!!?????. Os orçamentos de reparação já vão em 35000€ e ainda faltam alguns pormenores.

    Dos comentários aqui colocados surgem algumas questões: Como é que se distinguem empresas destas e empresas responsáveis? De certeza que não é por apresentarem certificação ISO! Ou porque têm muitos anos de “experiência”. Como é que é possível accionar as garantias, sem aguardar 10 anos pela decisão do tribunal? Que certezas podemos ter que estamos a aplicar uma boa opção, se os resultados finais são estes?

  94. RUI COELHO Says:

    Boa noite.Estou a pensar utilizar o capoto na renovaÇão da minha casa. Aceito propostas.
    Sou de Lousada.
    Rui Coelho. telm 937654200

  95. Anónimo Says:

    [...] [...]

  96. bruper Says:

    Boas, mandei colocar da uma empresa recomendada pela Robbialac (representante da Viero em Portugal) u sistema Cappotto ha 5 anos. Na altura tentei de obter independentemente mais informações possível através da net em varias línguas por ter certeza que aquilo que estavam a fazer fosse bem feito. Agora a capa superior (Visoplast), em uma casa numa zona virada a Este numa casa de campo no Alentejo, soltou-se e não tenho a mínima ideia do que foi mal feito. A casa tem terraço toda a volta. Quero voltar a aplicar mas não sei se voltar a aplicar uma camada de PRYMER ACQ. ou menos… e convém esperar pela primavera com uma temperatura superior aos 10º?? obrigado

  97. josé Branquinho Says:

    Boa tarde,
    gostaria de saber que espessura de EPS devo utilizar no isolamento pelo exterior na minha habitação c/ 25 anos e reboco tradicional.
    Apresenta humidade em tudo o que é pilar.

  98. Marcelo Araújo Says:

    Boa tarde,

    Em breve darei início à minha moradia térrea em Arcos de Valdevez e procuro orçamentos para a aplicação do sistema ETICS. Posso enviar projecto arquitectura em fomato digital CAD-CAM (dwg) e também posso mandar o layout, as fachadas e os mapas de vãos em PDF para elaboração de orçamento (penso q será o suficente).

    Uma observação MUITO importante: a casa será construída em Light Steel Framing (LSF) e o ideal seria ter alguma experiência a aplicar ETICS em placas OSB ou em casas construidas em aço.

    Procuro orçamentos q refiram o número de m2 das fachadas da moradia em q será aplicado o ETICS e o preço por m2. Parece q cada empresa tem a sua forma de calcular o número de metros quadrados em q será aplicado o ETICS (algumas não descontam as áreas do vãos – nem quando estes tem 8 – 10m2 ou mais. Por isso, essa informação é fundamental para a tomada de decisão.

    Obrigado

    • pinheiro Says:

      O polysterm é um excelente revestimento para o seu caso, aconselho-o porque a fixação deste é feita por perfis que ficam escondidos no isolamento além disso a cortiça é um excelente isolamento para a resistência ao calor se precisar estarei ao dispor para eventual deslocação ao local para uma melhor exemplificação
      100% português resistente ao impacto superior a 30 jules e testado pela LENEC.

  99. Luis Pimentel Says:

    Caros Amigos

    Tenho o sistema cappotto a 10 anos na habitação própria.

    É realmente lamentável a capacidade térmica de grande parte da construção em Portugal.

    Hoje em dia o sistema cappotto é considerado uma milagre, claro as pontes térmicas já eram…

    Mas há 10, 15 anos atrás era considerado um sistema com
    uma resistência mecânica má e pouco aconselhável…

  100. Curioso Says:

    Boa tarde,
    Tenho um projecto para construção de casa, mas o isolamento parece-me bastante insuficiente. Trata-se de paredes duplas com tijolo de 11cm+9cm, poliestireno exturdido 3cm, caixa de ar 3cm e rebocos de 2cm, num total de 30cm. Como me parece insuficiente, pensei em aplicar Isodur ou Cappotto, mas não posso ter uma espessura muito grande pois a distância da parede à via pública já está no limite. Outra solução seria utilizar um wallmate mais largo. Qual a melhor solução? Obrigado

    • pinheiro Says:

      uma parede de 20 em tijolo ou bloco e depois revestimento Polysterm de 80 mm, que no final necessita de espaço total 30 cm, já com acabamento, (pintura)

  101. Paulo Says:

    Boas Tardes:
    Defacto a concorrencia tem destas coisas!!! Li ,li e não fiquei esclarecido…
    Afinal o sistema cappoto é bom ou não é?
    Estou a contruir e vou aplicar esse sistema a parede interior é de 25 em tijolo e levará cobertura exterior em esferovite de 8mm…
    Pergunto é ou não é um bom sistema???
    Mais a pintura é melhor ser em tinta ou já em cimento (Cobertura) á cor???
    Agradecia esclarecimentos …

    Muito obrigado

    • Júlio Saraiva Says:

      Boa noite,

      permita-me que comece por dizer que não tenho qualquer conflito de interesses sobre o cappoto. Tenho-o instalado na minha casa (pela 2ª vez) e vamos a ver se haverá 3ª. Espero que não.

      Do que li o sistema cappoto parece ser o ideal. Ao ser colocado por cima da estrutura exterior garante um isolamento térmico, acústico e impermiabilizante. Só que …

      1º Há relatos de que, com o tempo, podem ocorrer problemas de “liquidificação” da esferovite (por razões que não consegui apurar) e que ocorreu no meu caso poucos anos após a 1ª aplicação. Aparentemente a Sotecnisol empregou esferovite normal em vez da específica(?) de alta densidade.

      2º Creio existirem duas técnicas de aplicação da esferovite. A primeira técnica utilizada foi colar a esferovite directamente à parede, o que terá contribuido largamente para aumentar os tremendos problemas de infiltrações e humidades que tive. Desta 2ª vez optaram por colocar uma “bola” de adesivo nos 4 cantos e ao meio deixando uma “caixa de ar” entre a parede e a esferovite (parece-me ser uma melhor opção).

      3º A calha de arranque que é colocada na base e os pontos de ancoragem da esferovite requerem buchas fixadas à parede (que no meu caso, perfuraram as telas de isolamento e também foram causa de infiltrações.

      4º A superfície exterior fica mais protegida (?) se o revestimento do adesivo for feita com os produtos que as empresas recomendam, em vez de tinta de areia ou outra. Dizem que melhoram a resistência à água e ao tempo, protegendo os suportes. No final, recomendam a aplicação de uma tinta própria com componente antifúngico, uma vez que a resina do acabamento deixa uma superfície texturada que acumula pó e lixo e depois fungos. Nós utilizámo-la e os resultados são bons.

      5º Na base do cappoto até cerca de 1 metro a metro e meio mandar aplicar duas capas de rede em vez de uma só, porque a resistência aos choques é 3 a 4 vezes maior.

      6º Para fazer os cantos, as cantoneiras metálicas acabam por enferrujar, obrigando a reparações. Há-as em plástico, desconheço se são preferíveis.

      7º As resinas empregues acabam sempre por cair para o chão, telhados, janelas, … e depois são difíceis de tirar e secando em cima dos alumíneos, já não saem sem danificar o lacado.

      8º Não opte por empresas ou pessoas que daqui a alguns anos poderão ter “desaparecido” ou de reputação menos firmada. Fica com os problemas nas mãos e a resolução das chatisses fica caro. A Sotecnisol diz ser a 4ª a nível nacional e deixou-me com cerca de 25000€ de despesas para reparar as “reparações” que efectuaram porque ” a casa já não era nova” e por isso recusaram-se a corrigir os problemas que fizeram. Levá-las a tribunal por esta ordem de valores não resulta por diversas razões.

      9º Exija um contracto escrito que salvaguarde estes problemas e garantia do trabalho, pelo menos, 10 anos. Eles só querem dar 5 mas isso é insuficiente…

      • pinheiro Says:

        Sr. Júlio, desde já fica a saber que existe sistemas que não necessitam de ser retirados em tão pouco tempo. Se eu percebi bem na mesma moradia já aplicou 2 vezes esse revestimento e até aplicaria a 3 vez, existe produtos como a cortiça expandida que ao fim de 50 anos mantém todas as característica. gastaria muito menos não?… Outra coisa que não quantifica a resistência da dupla rede. O que quer dizer X 3 ou 4 vezes? não é verdade eu já fiz o teste aumenta mas não é duplicar várias vezes, Os fungos aparecem nos revestimentos mais rapidamente por causa da condensação,( no seu caso), o poliestireno (EPS). sabe que condensa?
        não se aplicam cantoneiras em ferro para oxidar, mas sim em alumínio que este não ganha ferrugem .

      • Júlio Saraiva Says:

        Agradeço a sua mensagem.
        Se fosse necessário refazer o sistema a cada 10 anos não compensaria pelos custos. Na altura em que coloquei pela primeira vez o revestimento era o que havia localmente e a Sotecnisol estava a fazer esse trabalho aqui no Algarve pela segunda ou terceira vez (sic). Estavam para aplicar wallmate mas optaram pela esferovite porque tinham tido problemas de separação do suporte em alguma obra.. Só que o trabalho ficou com uma apresentação excelente mas uma execução paupérrima que deu problemas desde o início. Ao fim de 10 anos decidiram aplicá-lo pela segunda vez ao abrigo da garantia, pelo que as decisão foram inteiramente deles. Só que o que deixaram para trás ficou apenas remediado e custou-me cerca de 30000€.
        Quando disse que não sabia se teria que o refazer novamente referia-me a uma extrapolação simples. Quem deixa semelhante lixeira no local terá feito um trabalho capaz ou daqui a alguns anos vou voltar a ter esferovite liquefeita, descolamento da resina, …, …? Para já, já tive que dar um jeito em algumas cantoneiras que tinham ferrugem. Ou seja, de alumínio é que não são.
        O ponto principal desta história é a qualidade / responsabilidade / garantias das empresas que aplicam os revestimentos. Como é que conseguimos garantir que não somos enganados por empresas que continuam no mercado de “boca cheia” continuando a dizer que têm certificação ISO, estão a crescer, …

        Sou um utilizador final de um sistema de revestimento, pelo que os meus conhecimentos técnicos são limitados ao bom senso e ao que vou lendo. Assim, no que se refere à afirmação da maior resistência da rede dupla retirei-a de uma monografia (creio que tese) que encontrei na internet. Talvez o seu autor a tivesse quantificado, eu retive apenas essa informação que mandei aplicar quando tive que acabar uma parede.

    • Pinheiro Says:

      Capoto, é um nome de uma marca, por isso capoto não existe.
      exemplo: Fiesta é uma marca de um carro, por isso não vamos chamar Fiesta aos carros ligeiros!
      Concordas?
      Em Portugal o unico sistema Portugês chama-se Polysterm.
      Existe Polysterm em cortiça expandida, reforçada com malha de aço e com uma outra em fibra de vidro que lhe oferece uma resistencia ao impacto superior a 30 Jules, uma duração de vida muito mais alargada, sempre com produtos testados em Portugal pela LNEC.

    • pinheiro Says:

      Polysterm em cortiça expandida

    • pinheiro Says:

      o melhor sistema é polysterm icb

  102. Manuela Coutinho Says:

    Bom dia,
    Tenho prédio em Barcelos de 6 moradias e vamos utilizar revestimento, uma vez que edificio tem já 30 anos.
    Agradeço propostas.
    Muito obrigada
    Manuela Coutinho

    • Marcelo Araújo Says:

      Olá Manuela,
      Recentemente apliquei sistema cappotto na minha moradia em Arcos de Valdevez. A moradia é foge à regra – trata-se de uma casa construída em aço e revestida em madeira OSB – denominado sistema LSF (LIght Steel Frame). Criei uma discussão sobre o processo de construção da minha moradia no maravilhoso Fórum denominado “Fórum da Casa” onde tenho aprendido imenso sobre tudo relacionado com a construção civil e muito mais. O nome da discussão é “Construção LSF – O renascer da fénix”. Tem muitas fotos – dê uma espreitadela se quiser. Recorri a uma empresa de Valongo – uma das primeiras empresas a aplicar cappotto em Portugal (mais que 20 anos de experiência de actividade). Optei por esta empresa – Ferreira e Branco – por causa da larga experiência em revestir em ETICS casas LSF e por causa do bom nome no mercado. Eles trabalham com todas as marcas do sistema ETICS, mas aconselham a Viero por causa da excelente relação preço/qualidade. Claro, existe melhor, mas por muito mais caro e eles defendem que não se justifica de forma alguma gastar mais para ter um pouquinho melhor. Gostam da Viero, acima de tudo por causa da excelência da cola e das argamassas, mas as tintas Robbialac também são excelentes.
      Recentemente, adjudiquei uma série de trabalhos a um grupo de Braga denominado INOVWORK (têm site e estão no FB). Trabalham muito bem e a preços extremamente competitivos. Não andam na actividade de construção civil para “chular” os clientes, mas ganhar a vida de forma honesta praticando os melhores preços possíveis. Parte do segredo é saber comprar. Eles teriam aplicado o mesmo sistema da Viero (EPS 6 cm) por 25€/m2 com tinta Robbialac e Vieroquartz. Esse preço inclui IVA e andaimes, etc. Trata-se de 5€/m2 mais barato que eu paguei pela mesma solução e garantia. O problema é q não têm experiência a aplicar ETICS em casa revestidos a madeira OSB, senão teria poupado umas boas coroas. Além disso, só tomei conhecimento do INOVWORK depois de já ter adjudicado o trabalho ETICS.
      Atenção: Use EPS densidade 100, não existe homologação para densidades superiores e anda muita gente para aí a inventar. Depois surgem os problemas e, por vezes, bem graves. Isso do ETICS ter que custar 30 ou 40€/m2 para ficar bem feito é tudo treta! Eu sei porque aprendi com a minha própria experiência. Não tenho quaisquer interesses corporativos, nem amigos ou familiares que trabalham com ETICS e também não ganho comissões com isto. Aliás, sou mero funcionário público Espero ter ajudado.

  103. Ana Silva Says:

    eu gostaria de saber qual o peso proprio de um revestimento realizado com o sistema capotto
    obrigada

  104. carlos jorge Says:

    numa parede novo o capotto deve ser aplicado direto ao tijolo ou ao reboco

    • pinheiro Says:

      não lhe chamem capoto , chamem-lhe revestimento por exterior em cortiça expandida eps, xps. lã de rocha etc. Dependendo do sistema a utilizar existe em portugal um sistema que se chama Polysterm e não necessita desse trabalho porque é feito com perfis

  105. Rui Gavina Says:

    Alguns dos links estão inactivos. seria possivel resolver o problema?

  106. José Quintans Says:

    Olá bom dia! Agradeço ás novas tecnologias que nos permitem trocar impressões sobre assuntos que pelos quais nem sempre estamos elucidados.
    Quanto á sua questão, 8mm de esferovite para a cobertura é muito pouco, aconselho roofmate com 5cm de espessura.
    Quanto á aplicação em paredes, não o faça sem primeiro fazer um reboco devidamente desempenado.
    Quanto á espessura do capotto nas paredes, sem ver o projecto não devo nem posso prenunciar-me, isso não é uma regra geral, depende de muitas coisas, em cem posso apontar uma ou duas, envidraçados, pavimentos, exposição solar, etc. Faça chegar o seu projecto a um técnico da especialidade, não vá em conversas.
    Valor para capotto depois de estar tudo rebocado, nunca menos de 40€m2.
    Peço desculpa por não poder ajudar mais, sem elementos de projecto será impossível.
    Cumprimentos
    José Quintans
    telm- 93 7215827

  107. Marcelo Araújo Says:

    Republico mensagem que deixei para a Manuela

    De uma forma desinteressada dirijo-me a quem poderá interessar:

    Recentemente apliquei sistema cappotto na minha moradia em Arcos de Valdevez. A moradia é foge à regra – trata-se de uma casa construída em aço e revestida em madeira OSB – denominado sistema LSF (LIght Steel Frame). Criei uma discussão sobre o processo de construção da minha moradia no maravilhoso Fórum denominado “Fórum da Casa” onde tenho aprendido imenso sobre tudo relacionado com a construção civil e muito mais. O nome da discussão é “Construção LSF – O renascer da fénix”. Tem muitas fotos – dê uma espreitadela se quiser. Recorri a uma empresa de Valongo – uma das primeiras empresas a aplicar cappotto em Portugal (mais que 20 anos de experiência de actividade). Optei por esta empresa – Ferreira e Branco – por causa da larga experiência em revestir em ETICS casas LSF e por causa do bom nome no mercado. Eles trabalham com todas as marcas do sistema ETICS, mas aconselham a Viero por causa da excelente relação preço/qualidade. Claro, existe melhor, mas por muito mais caro e eles defendem que não se justifica de forma alguma gastar mais para ter um pouquinho melhor. Gostam da Viero, acima de tudo por causa da excelência da cola e das argamassas, mas as tintas Robbialac também são excelentes.
    Recentemente, adjudiquei uma série de trabalhos a um grupo de Braga denominado INOVWORK (têm site e estão no FB). Trabalham muito bem e a preços extremamente competitivos. Não andam na actividade de construção civil para “chular” os clientes, mas ganhar a vida de forma honesta praticando os melhores preços possíveis. Parte do segredo é saber comprar. Eles teriam aplicado o mesmo sistema da Viero (EPS 6 cm) por 25€/m2 com tinta Robbialac e Vieroquartz. Esse preço inclui IVA e andaimes, etc. Trata-se de 5€/m2 mais barato que eu paguei pela mesma solução e garantia. O problema é q não têm experiência a aplicar ETICS em casa revestidos a madeira OSB, senão teria poupado umas boas coroas. Além disso, só tomei conhecimento do INOVWORK depois de já ter adjudicado o trabalho ETICS.
    Atenção: Use EPS densidade 100, não existe homologação para densidades superiores e anda muita gente para aí a inventar. Depois surgem os problemas e, por vezes, bem graves. Isso do ETICS ter que custar 30 ou 40€/m2 para ficar bem feito é tudo treta! Eu sei porque aprendi com a minha própria experiência. Não tenho quaisquer interesses corporativos, nem amigos ou familiares que trabalham com ETICS e também não ganho comissões com isto. Aliás, sou mero funcionário público Espero ter ajudado.

  108. pinheiro Says:

    Polysterm ICB , é um Revestimento com cortiça expandida, com fixação mista de perfis e reforçado com buchas de pvc, é um sistema 100% português com testes feitos na LENEC, resistente ao impacto isolamento térmico e acústico

  109. José Quintans Says:

    Bom dia a todos! Só quero esclarecer uma questão, a minha Empresa não aplica capotto, pelo contrário, contrata Empresas dessa especialidade para lhe fazerem esses serviços, quando falo em valores, falo com dados concretos, tenho consciência do tempo da aplicação, e do custo de todo o material a aplicar. Cuidado com o barato? E não se trata de chulice, mas sim de pagar o justo para obter a qualidade desejada.
    Obrigado a todos.
    Ultracasa
    José Quintans

  110. Carlos Rodrigues Says:

    na realidade todas as marcas são excelentes mas porque não colocar produtos nacionais como o sistema cin-k que é excelente que é hidrofogo e elastomerico para alem de ter uma assistencia fantastica. obrigado a todos . Cumprimentos. Martinsol LdaCarlos Rodrigues 961352714

  111. Pedro Says:

    Alguém com experiência na aplicação de ETICS em suportes inclinados?

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 164 outros seguidores

%d bloggers like this: