Theatro Circo – Braga

by

Theatro Circo, ou Teatro Circo, um dos mais belos edificios de espectaculos do pais.

Em 1906, um grupo de bracarenses liderado por Artur José Soares (presidente da Câmara Municipal de Braga na época), José António Veloso e Cândido Martins idealizaram o Theatro Circo. Nessa época a cidade possuía apenas o pequeno Teatro São Geraldo (no local onde hoje se encontra o Banco de Portugal), o Theatro Circo viria assim satisfazer as necessidades da cidade, na qual se assistia um grande desenvolvimento teatral, como no resto do país. Com a construção do Theatro Circo, o edifício do Teatro São Geraldo foi vendido ao Banco de Portugal, onde construiria mais tarde a sua delegação em Braga.teatro circo

O Theatro Circo foi projectado pelo arquitecto Moura Coutinho, sendo construído em parte do espaço anteriormente ocupado pelo extinto Convento dos Remédios. As obras iniciaram em 1911 e terminaram três anos mais tarde (1914). A sala principal, de estilo italiano e com uma capacidade de 1500 lugares, estava organizada em taburnos para uma fácil adaptação entre os vários tipos de espectáculos. Dada a sua dimensão e arquitectura foi considerado um dos maiores e mais belos teatros de Portugal.

O Novo Theatro Circo
No final da década de noventa a Câmara Municipal de Braga, o Ministério da Cultura e o Plano Operacional da Cultura traçaram um plano de requalificação do edifício. O plano incidiu na recuperação da traça original do edifício (exteriores e interiores), requalificação do Salão Nobre, Foyer e da sala principal (agora com 1014 lugares). Foram criadas duas novas salas, uma com 250 lugares e outra de ensaios, uma zona museológica, uma livraria de artes, um restaurante, um café-concerto e bares. A sala principal está dotada para todo tipo de artes realizadas em salas de espectáculos, tais como o teatro, a dança, a música, o cinema, a Ópera, entre outros, possui também um dos melhores sistemas de som da Europa.

A reabertura foi a 27 de Outubro de 2006, com um concerto da orquestra sinfónica Nacional Checa, com obras de Nino Rota sob a direcção de Marcello Rota (sobrinho de Nino Rota).

Até ao final do ano de 2006 foram também apresentados outros espectáculos, a quase totalidade com lotação esgotada, como o grupo “A Naifa”, Chico César, teatro com Antônio Fagundes, os Monges Tibetanos de Tashi Lhunpo, entre outros.

Apresentação na UNL

Agradecimentos a Crispim Loureiro

Advertisements

2 Respostas to “Theatro Circo – Braga”

  1. Jose Goncalves Says:

    Muito obrigado pela divulgacao do meu trabalho (texto e foto) sobre o Theatro Circo.
    É de bom tom nestes casos referir as fontes.

  2. Jacinto Sepúlveda Says:

    Caro José Gonçalves,
    se costuma visualizar o nosso blog certamente reparou que geralmente colocamos a fonte. Neste caso não aconteceu, pelo que pedimos desculpa, e fica desde já aqui o reparo.

    cumprimentos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: