Archive for the ‘Reabilitação e Conservação’ Category

Construção do novo Savoy a cargo da “Casais”

Dezembro 3, 2009

A demolição do antigo hotel irá demorar dez meses e será feito sem implosão

As obras que projecto do novo hotel Savoy arrancam já em Janeiro. altura em que começa a ser demolido o antigo edifício. A demolição da antiga unidade irá demorar cerca de dez meses e será feito sem recurso a implosões, como chegou a ser equacionado. A notícia foi ontem avançada ao DIÁRIO pelo presidente do Conselho de Administração do Grupo Savoy SIET, Horácio Roque, que adiantou que o contrato com vista à construção da nova unidade foi ontem assinado com a construtora CASAIS.

De acordo com as informações avançadas por Horácio Roque, o contrato assinado inclui todos os trabalhos de demolição e construção da nova unidade. O projecto, que se “mantém inalterado e está de acordo com o que foi negociado em devida altura com a Câmara” está neste momento “todo aprovado e nós pensamos arrancar com as obras já em Janeiro de 2010”. Quanto ao valor global do projecto este está orçado em “cerca de 120 milhões de euros”. O valor que estava previsto inicialmente. (more…)

Anúncios

Novo Terreiro do Paço

Maio 8, 2009

Os carros vão «desaparecer» do Terreiro do Paço. O novo projecto de requalificação vai reduzir a circulação automóvel que actualmente é de 40 por cento, mas vai passar a ser de 11 por cento, segundo o projecto apresentado esta sexta-feira pelo arquitecto responsável. (Clique na imagem)

«Quarenta por cento da área da praça é destinada à circulação automóvel. O objectivo é reduzir drasticamente esta opção», assumiu, à agência Lusa, o arquitecto Bruno Soares, referindo que o tráfego não deverá tomar mais do que 11 por cento do espaço.

Esta concepção de mobilidade no Terreiro do Paço vai ao encontro do plano elaborado pela autarquia lisboeta e que foi recentemente submetido a discussão pública.

A placa central do Terreiro do Paço será alargada, as vias laterais serão interditas ao trânsito, os passeios junto às arcadas alargados e o pavimento assumirá um tom amarelado.

O trânsito frente ao rio fazer-se-á apenas com uma faixa de rodagem e na rua paralela ao arco da Rua Augusta será reservado a transportes públicos, mantendo-se as paragens de eléctrico existentes.

Fonte: IOL Diário

Seminário sobre Reabilitação Energética dos Edifícios

Março 26, 2009

Vai-se realizar um seminário sobre a temática da reabilitação energética dos edifícios que, como todos sabem, é um assunto bastante actual na nossa área. Segue-se a apresentação do evento:

O Grupo STAP em parceria com o GECoRPA, o Instituto Superior de Engenharia da Universidade do Algarve e a Netos Construtores, anuncia a  realização, na Universidade do Algarve, do seminário sobre  REABILITAÇÃO ENERGÉTICA DOS EDIFÍCIOS, cujo programa e ficha de inscrição se anexam.


Data: Sexta-feira, 24 de Abril de 2009.

(more…)

Remodelação do Aeroporto de Faro

Fevereiro 18, 2009

Projecto de remodelação do Aeroporto de Faro vai custar 130 milhões de euros

 “Está avaliado em 130 milhões de euros o projecto de remodelação e ampliação do Aeroporto Internacional de Faro, uma obra que será apresentada esta quarta-feira.

Na sessão de apresentação está também agendada a assinatura do contrato da primeira empreitada daquele projecto e que vai contar com a presença do ministro Mário Lino.
O projecto está localizado em territórios da freguesia do Montenegro e parte na freguesia de Almancil, e as diversas empreitadas, deverão decorrer entre Abril de 2009 e Julho de 2012. (more…)

Reabilitação de um Reservatório de Água pela Sotecnisol

Dezembro 7, 2008

“A crescente necessidade de preservar as estruturas em boas condições de operacionalidade tem despertado o interesse no campo da reabilitação.

Cada vez mais os diferentes tipos de estrutura ganham importância nas nossas vidas. Sabemos que todo é efémero, com o seu tempo e duração. Desta forma a reabilitação de estruturas tem vindo a ganhar um lugar relevante no ramo da construção, de tal modo que suscita a investigação e o desenvolvimento de novas técnicas e equipamentos.” retirado artigo Sotecnisol anexo

Neste post apresentamos um artigo da Sotecnisol sobre uma obra de reabilitação de um reservatórios de armazenamento de água potável. “Esta obra consistia numa reabilitação estrutural, do depósito de água construído na década de 80 e composto por elementos de betão armado. Do depósito fazem parte as paredes envolventes superior – situada acima da viga; e inferior – parede inclinada abaixo da viga; e a restante estrutura que suporta o reservatório (pilares e viga de coroamento).” (retirado do artigo)

Fonte: Nuno Hipólito (Marketing Sotecnisol)

700 milhões de euros para a Baixa-Chiado até 2020

Maio 11, 2008
Mais de 700 milhões de euros deverão ser investidos em intervenções para a revitalização da Baixa Pombalina até 2020. O valor é apontado na proposta de elaboração de um plano de pormenor para a Baixa-Chiado, aprovada a 19 de Março em reunião da Câmara Municipal de Lisboa, e que visa dotar de um único fôlego a revitalização daquela área problemática. (more…)

Reforço de pilares de secção rectangular

Janeiro 20, 2008

“Num dos nossos mais recentes trabalhos, vimo-nos forçados a reforçar um pilar cuja secção transversal, em planta, assume uma forma rectangular cuja relação entre lados é de 3 para 1. Impossibilitados de recorrer, por restrições de espaço, ao aumento de secção, houve que proceder ao confinamento da peça.

Tendo optado por escolher tecidos de fibras de carbono de baixo módulo impregnados “in situ” como elemento de cintagem e sabedores de que a eficácia da acção confinante é restrita, para este tipo de secção, criou-se a oportunidade para que aplicássemos, na prática, o bom resultado dos estudos realizados pelo Prof. Wang, na Universidade de Canterbury, na Nova Zelândia, que implica a clara demarcação de núcleos (três, no caso) pela introdução de varões passantes regularmente espaçados, como se pode observar nas figuras a seguir reproduzidas.

Ao que nos é dado conhecer, esta foi a primeira actuação desta técnica em Portugal.” Texto retirado do site LEB- Projectistas, Designers e Consultores em Reabilitação de Construções

Microcimento: nova tecnologia na manutenção e reparação de pavimento

Janeiro 13, 2008

“A tecnologia de reabilitação de pisos com a utilização de microcimentos , mas muito utilizada em alguns países com grande sucesso e custo altamente competitivo face às tecnologias convencionais

Qualquer manutenção ou reparo em pisos industriais deve ser realizada de maneira criteriosa, iniciando pela observância das condições de uso e vida útil estabelecida no projecto deste piso. Dessa maneira, uma avaliação prévia das condições estruturais de um piso deve ser feita considerando os dados estabelecidos em projeto e as condições de execução do mesmo e, na falta destes dados, esta avaliação deve ser realizada com base em técnicas recomendadas para avaliação.

As patologias mais comuns que acometem os pisos são as perdas de suporte por recalque de fundação resultando em degraus, movimentação vertical de placas, esborcinamento de juntas, bombeamento de finos da base (mais comum em pavimentos rodoviários e eventuais pisos externos), empenamento de placas, quebras localizadas, trincas e fissuras, delaminação superficial, desgaste por abrasão, empoeiramento, dentre outros.

Uma vez determinada a anomalia do piso, estuda-se as alternativas cabíveis de reabilitação, que devem considerar as causas que originaram tais patologias.

Dentre as mais recentes tecnologias para manutenção e recuperação de um piso industrial, destaca-se a utilização de microcimentos “in natura” ou compósitos a base de microcimentos, dependendo do tipo de patologia, ou até mesmo uma associação dos processos.” in Revistas Pisos Industriais (texto em brasileiro)

Como demolir um edificio de baixo para cima?

Janeiro 8, 2008

Para saberem a resposta deixo a sugestão para lerem este texto no Fogonazos. Para quem preferir, pode também ler o texto em português (tradução automática do google).

DST compra empresa de reabilitação de edifícios CARI

Dezembro 4, 2007

A Domingos da Silva Teixeira (DST) adquiriu por cerca de 5 milhões de euros a empresa Casimiro Ribeiro e Filhos (CARI), que se dedica à edificação, reabilitação, restauro e conservação de edifícios, com o objectivo de reforçar as competências globais do grupo nesta área de actividade, adianta a empresa em comunicado.

Desta forma, «a DST pretende, num prazo de três anos, duplicar a facturação da empresa CARI, que em 2006 rondou os 10 milhões de euros».

(more…)

Setúbal: obras de estabilização já começaram

Novembro 24, 2007

Os trabalhos de escoramento e estabilização do prédio no bairro do Montebelo, onde quinta-feira ocorreu uma explosão, tiveram início sexta-feira pelas 23:45 e deverão estar concluídos durante o fim-de-semana, anunciou este sábado o Governo Civil de Setúbal.

Segundo um comunicado, as obras de escoramento e estabilização do edifício foram desencadeadas na sequência da inspecção realizada pelos técnicos do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e da Câmara Municipal de Setúbal, com o objectivo garantir a «estabilização do edifício acidentado e a salvaguarda da segurança pública».

O comunicado esclarece que as obras estão a cargo da empresa BEL – Engenharia de Reabilitação de Estruturas S.A., do Grupo Teixeira Duarte, adiantando está previsto o «escoramento do prédio, através da colocação de uma estrutura metálica de apoio, e a solidarização dos elementos estruturais mais danificados, nomeadamente dos pilares mais deformados e/ou em risco de desequilíbrio (contraventamento)».

O documento refere também que o acompanhamento técnico da obra será assegurado pelo LNEC, pela Autoridade Nacional de Protecção Civil e pela Câmara Municipal de Setúbal.

Fonte: Portugal Diário

Universidade do Minho – Residência Loyd melhora desempenho energético

Novembro 20, 2007

A Residência Lloyd, da Universidade do Minho, em Braga, investiu cerca de 520 mil euros em obras de melhoramento que visaram, essencialmente, a melhoria do desempenho energético do edifício.

A intervenção esteve a cargo da Casais, e permitiu um aumento do conforto aos 300 estudantes que, anualmente, ocupam os seis pisos. O bom desempenho energético foi conseguido através da colocação de 48 painéis solares para aquecimento de águas sanitárias; revestimento exterior com sistema “capoto” para eliminação de perdas térmicas; instalação de vidros duplos nas caixilharias e supressão da grelha de ventilação e substituição dos irradiadores a óleo existentes nos quartos por acumuladores eléctricos estáticos. (more…)

Reabilitação da frente ribeirinha do Porto

Novembro 11, 2007

portoA Porto Vivo – Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) recebeu 40 propostas de 19 nacionalidades para o Concurso Internacional de Ideias para a Revitalização da Frente Ribeirinha do Porto. Espanha, Dinamarca, Índia e Eslovénia foram alguns dos países que responderam ao repto lançado pelo concurso, cujos prazos de candidatura terminaram a 31 de Outubro.

Segundo Arlindo Cunha, Presidente do Conselho de Administração da Porto Vivo o vencedor, que deverá ser conhecido no final deste ano ou início do próximo, receberá um prémio de 50 mil euros. O segundo e terceiro lugar receberão, respectivamente, 20 e 15 mil euros.

As propostas agora recebidas deverão abranger a requalificação da margem do rio Douro e passeio marginal, o reordenamento da malha urbana e de projectos específicos para contentores disponíveis, da reabilitação do edificado envolvente e da criação de um parque urbano na Escarpa dos Guindais.

Deverão ainda contemplar a promoção das ligações entre a Frente Ribeirinha, a Baixa e a cidade do Porto, a promoção do turismo, cultura e lazer e outras actividades economicamente compatíveis, tornando a Frente Ribeirinha num pólo de animação permanente para residentes e visitantes.

Fonte: Portal do Ambiente online

Ponte de Portimão:Apartir de sexta feira encerra ao tráfego

Novembro 8, 2007

A partir da próxima sexta-feira e durante 15 meses, a Ponte sobre o Rio Arade vai estar fechada ao trânsito para obras de reabilitação. A decisão divulgada esta tarde resultou de uma reunião entre a Estradas de Portugal e a Câmara Municipal de Portimão.

Apesar de encerrada ao tráfego automóvel, a ponte vai manter-se aberta à circulação de peões e velocípedes. As obras – que durante 15 meses deverão decorrer na ponte – vão incidir sobre todos os pilares e sobre o tabuleiro, terão um custo de cinco milhões de euros.Espero que não existam derrapagens para que a ponte possa ser reaberta ao trânsito no segundo trimestre de 2009”, sublinhou o presidente da Câmara de Portimão. Manuel da Luz anunciou a decisão, obtida após uma reunião com a Estradas de Portugal (EP).

Entretanto, deverá ser estudada outra solução em parceria com a Câmara de Lagoa e com o Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos, que pode passar por uma travessia fluvial, além da alternativa já existente, que passa pela utilização da variante à EN-125 e do nó de Alvor, refere o CM.

Ontem, a empresa responsável pelas rodovias tinha assegurado que a circulação rodoviária na ponte velha de Portimão se fazia em segurança e que as obras de recuperação teriam início na data prevista, ainda em Novembro. “Estão asseguradas as condições de segurança“, garantiu a EP em comunicado, ressalvando que a circulação estava já sujeita a condicionamentos, como a proibição da entrada de veículos com mais de três toneladas.

Segundo técnicos consultados pelo semanário Sol, aquela estrutura tem um risco de segurança semelhante ao da ponte de Entre-os-Rios, cujo colapso de um pilar provocou a morte de 59 pessoas.

  • Artigos relacionados:

  • Fonte:aeiou

    Túnel do Rossio reabre em 2008 com derrapagem orçamental

    Outubro 16, 2007

    As obras do túnel ferroviário do Rossio, que abre a 16 de Fevereiro, sofreram uma derrapagem de 7,7 milhões de euros, valor que será cobrado à Teixeira Duarte, revelou o ministro das Obras Públicas, noticia a Lusa.

    «No final, a valores actuais, a obra acabou por custar 39 milhões de euros. A Refer tem todo o direito de ser ressarcida deste acréscimo de custos, que resultou do não cumprimento do contrato com o primeiro empreiteiro [Teixeira Duarte]», disse o ministro Mário Lino, acrescentando que os «mecanismos legais» para reaver tal montante «já estão em marcha». (more…)

    Governo investe 120 milhões requalificação das escolas

    Setembro 29, 2007

    Verba será empregue na requalificação de mais 26 escolas do secundário

    A ministra da educação anunciou hoje um investimento de 120 milhões de euros na requalificação de mais 26 escolas do ensino secundário, no âmbito do Programa de Modernização do Parque Escolar do Ensino Secundário, iniciado em Julho. Durante a cerimónia de assinatura do contrato-programa entre o Governo e a Parque Escolar, empresa pública responsável pelo controlo de custos do programa, na escola D. Dinis, em Lisboa, Maria de Lurdes Rodrigues anunciou que «estão em preparação mais 26 intervenções a serem iniciadas em Julho de 2008». (clique para ler o resto da entrada) (more…)

    Túnel do Rossio – Parte I

    Setembro 16, 2007

    A História

    tunel rossioA construção do Túnel do Rossio teve início no ano de 1887 e foi concluída em 1890. A obra do Túnel e da Estação do Rossio custou 730 mil réis. Dois grupos de operários iniciaram os trabalhos no dia 21 de Maio de 1887: um começou a escavar do lado de Campolide, outro na zona do Rossio. Encontraram-se na noite de 23 para 24 do mesmo mês de 1888.

    Inaugurado oficialmente, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses, no dia 11 de Junho de 1890, o Túnel do Rossio foi atravessado a primeira vez pelo comboio, um ano antes, a 8 de Abril de 1889. A viagem inaugural demorou cerca de 27 minutos, as máquinas alimentadas a hulha circulavam, então, a 6 km por hora.

    O Túnel do Rossio trouxe consigo a tão desejada ligação ferroviária dos comboios nacionais e internacionais à cidade de Lisboa, colocando a Estação do Rossio como principal centro ferroviário do País. A Estação do Rossio, com o famoso Túnel, foi considerada a maior obra de engenharia do século XIX.

    Com o comprimento de 2.600 metros, o Túnel foi quase todo escavado por entre rocha calcária. O maciço rochoso garante, por si, a solidez da obra e a parede à vista é, na sua grande parte, apenas um revestimento. São muitos escassos os elementos disponíveis relativos a pormenores construtivos. No entanto, a não ser uma referência a grandes pressões do terreno do lado esquerdo, entre os km 0,360 e 0,390 que obrigaram a reforçar a entivação, não se encontram referências a dificuldades que não se possam considerar normais.

    Com o desenvolvimento da rede ferroviária na capital, o Túnel do Rossio passou a constituir o principal acesso ao centro da cidade por parte das populações provenientes da Linha de Sintra, transformando-se numa infra-estrutura vital para a mobilidade urbana e regional do sistema de transportes de Lisboa.

    Reconhecendo a sua importância e a necessidade de dotar esta infra-estrutura de maior segurança, a REFER desenvolveu um plano de reabilitação, que pretende implementar novos sistemas de segurança e melhorar a qualidade do serviço ferroviário prestado, para que este continue a ser uma das principais vias de acesso ao centro da cidade. (Clique para ler o resto do post) (more…)

    Túnel do Rossio – Parte II

    Setembro 16, 2007

    O Projecto do Túnel

    tunel rossio 3 O projecto realizado consiste genericamente numa intervenção estrutural nas zonas degradadas do Túnel por construção de uma secção fechada em betão armado no seu interior, numa extensão de 1 283 metros, mantendo o actual gabarito de circulação. Na restante extensão, considerada em bom estado de conservação será realizada uma limpeza do material desagregado do actual sustimento em cerca de 5 cm de profundidade, procedendo-se em seguida à aplicação de uma argamassa projectada de igual espessura.

    O projecto prevê também a construção em toda a extensão de 2 613 metros do Túnel, de uma plataforma de via contínua em betão, onde são embebidos directamente os carris, viabilizando um acesso rodoviário em caso de necessidade, constituindo, igualmente, um elemento de rigidez importante para a estabilidade estrutural do Túnel.

    Serão ainda instalados equipamentos de segurança modernos, nomeadamente de prevenção e combate de incêndios, um sistema de monitorização automático com transmissão de dados à distância permitindo o controlo permanente e medição em tempo real das condições estruturais do Túnel, sistemas de ventilação e desenfumagem verticais e longitudinais, câmaras de vídeo vigilância e uma saída de emergência vertical situada sensivelmente a meio do Túnel.(Clique para ler o resto do post) (more…)

    Obras de requalificação da Cova da Moura

    Setembro 11, 2007

    As obras de requalificação da Cova da Moura (Amadora), um dos bairros problemáticos dos arredores de Lisboa e onde até a polícia por vezes tem dificuldades em entrar, vão ter um orçamento superior a 100 milhões de euros e devem arrancar até ao final do próximo ano (2009), anunciou ontem o secretário de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades, João Ferrão.

    A ausência de avanços no projecto e o tempo que ainda falta para o arranque levou quatro associações, sediadas naquele bairro, a pedir um encontro com o governante para delinear acções realizáveis ainda este ano.

    João Ferrão prometeu um estudo pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) ” até à Páscoa”. Com cerca de 7000 habitantes, o Alto da Cova da Moura é uma das três zonas contempladas no projecto ‘Bairros Críticos’, lançado pelo Governo (sete ministérios) com as autarquias, organizações locais e as próprias populações.

    Fonte: Correio da Manhã

    Sísmica 2007

    Setembro 5, 2007

    Habitualmente, só se fala em sismos quando eles ocorrem e causam danos às populações ou aos edifícios. Por isso, a prevenção é fundamental e, nesse sentido, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) promove, entre os próximos dias 26 e 28 de Setembro, a sétima edição do “Congresso Nacional de Sismologia e Engenharia Sísmica – Sísmica 2007”, em colaboração com a Sociedade Portuguesa de Engenharia Sísmica.

    À volta deste tema, que será debatido no Auditório, vão estar alguns dos melhores especialistas nacionais e internacionais na matéria, que terão por base a implementação da nova regulamentação europeia (Eurocódigo 8 ) no âmbito da acção sísmica.

    (more…)